Testimonial

Feldschlösschen: Desde 2013 que os nossos camiões elétricos nos dão uma vantagem competitiva

Distribution

Electromobility

4min
Renault Trucks D Z.E. Carlsberg

Thomas Stalder é o VP da Cadeia de Fornecimento ao Cliente da filial do Grupo Carlsberg, Feldschlösschen, a maior cervejeira e fornecedor de bebidas na Suíça. Na sua entrevista, ele sublinha a contribuição estratégica de camiões eléctricos para uma logística neutra em termos de carbono.

Renault Trucks D ZE Illustration Carlsberg Feldschlösschen

 

Pode apresentar a sua empresa e o seu mercado? Fundada em 1876 por Theophil Roniger e Mathias Wüthrich, Feldschlösschen tem sido líder de mercado na Suíça há mais de 120 anos. Emprega 1.200 funcionários em 21 locais diferentes em toda a Suíça. Fabricamos cerveja em dois centros de produção: Rheinfelden e Sion. Produzimos refrigerantes e água mineral engarrafada em Rhäzüns. O mercado da cerveja na Suíça é estável, mas o número de cervejeiras está em constante crescimento. Temos o maior número de cervejeiras por cabeça da população mundial. O mercado é, portanto, altamente competitivo.

 

A sua empresa está empenhada na proteção do ambiente. Quais são as suas principais realizações nesse domínio? Com o nosso programa "Together Towards ZERO" estabelecemos objetivos ambiciosos em quatro áreas-chave: pegada de carbono, resíduos de água, consumo responsável de água e acidentes industriais. No domínio da pegada de carbono, aumentámos a nossa quota de energia renovável autoproduzida no último ano de 50% para 66%. Isto foi possível através da utilização de biogás proveniente das nossas próprias operações, bem como da utilização de álcool proveniente da produção de cerveja sem álcool, que utilizamos para a produção de calor.

 

O que o orgulha particularmente no que diz respeito ao seu envolvimento profissional e pessoal na proteção do ambiente? A cerveja é um produto natural. Obtemos as nossas matérias-primas diretamente de fontes naturais e, consequentemente, sempre tivemos uma relação estreita com o ambiente. A proteção ambiental tem sido um tema importante para nós há várias décadas. Estabelecemos objetivos claros, subscrevemos o acordo climático de Paris, e planeamos ser neutros em carbono até 2030. Identificámos inúmeras medidas que nos ajudarão a reduzir o nosso impacto a zero através dos nossos próprios esforços.

Estou orgulhoso por termos dado mais um passo importante no caminho para uma logística neutra em termos de carbono com a aquisição de camiões elétricos. Temos vindo a preparar-nos para este passo há alguns anos. Já em 2008 introduzimos a primeira frota de E-veículos para entregas ao cliente. Utilizámos de forma consistente os caminhos-de-ferro como parte da nossa rede logística. Mas também me orgulho da quota de geração de energia renovável do nosso próprio negócio que atingiu agora 66%, em parte através do uso de cerveja sem álcool.

Estou também pessoalmente empenhado em reduzir ao máximo a minha pegada de CO2. Vivo de uma forma eficiente em termos energéticos sem o uso de combustíveis fósseis, produzo eletricidade na minha própria casa e utilizamos um carro elétrico para viagens curtas, que funciona com a nossa eletricidade produzida em casa.

Que papel desempenham os camiões elétricos na política de entrega sem carbono do Grupo Carlsberg e da Feldschlösschen? Os camiões elétricos são uma contribuição importante para o nosso objetivo de uma logística neutra em termos de carbono, um parte importante do nosso plano. Utilizamos o caminho-de-ferro para as viagens de abastecimento mais longas, e os camiões elétricos para as mais curtas. Adotámos esta política há alguns anos e trabalhámos consistentemente para a alcançar. Temos uma visão de logística neutra em termos de carbono e embarcámos muito cedo nesta viagem com a introdução de camiões elétricos. Introduzimos os primeiros camiões de 18 toneladas na Suíça já em 2013. Realizámos muitos testes, e o Instituto Federal Suíço de Tecnologia (ETH) em Zurique realizou um estudo para nós e forneceu uma análise ecológica e económica. Temos uma experiência considerável atrás de nós e queremos utilizá-la para fazer mais progressos na eletromobilidade.

 

Porque decidiu adquirir 20 veículos D Wide Z.E. da Renault Trucks? Depois de testar os primeiros camiões elétricos de 18 toneladas em 2013 e rever a nossa experiência, tomámos a decisão há mais de cinco anos de mudar para camiões elétricos. Ao falar com a Renault Trucks apercebemo-nos rapidamente que com eles as possibilidades existem e os nossos planos de mudar o mais rapidamente possível foram compreendidos. Trabalhamos muito de perto com a Renault Trucks e discutimos muito aberta e construtivamente o que nos convenceu de que eles eram o parceiro certo. Além disso, a solução de financiamento proposta pela Renault Trucks Financial Services ajudou-nos a tomar a nossa decisão e a assinar o contrato para 20 camiões D Wide Z.E.

Os camiões eléctricos ajudam-no a alcançar uma vantagem competitiva? Uma vez que as questões ambientais se tornaram mais importantes para o consumidor, é certamente uma vantagem utilizar esta tecnologia. Desta forma, podemos mostrar aos clientes que os nossos objectivos não são apenas abstractos no papel, mas que são efectivamente implementados. Mas as nossas ambições remontam mais cedo do que isto. A nossa ambição de sermos neutros em carbono já existia muito antes das demonstrações climáticas. Como empresa, estamos convencidos de que temos de estar conscientes das nossas responsabilidades para com as gerações futuras e temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para deixar para trás um ambiente não danificado.

 

O custo adicional dos camiões eléctricos é compensado por vantagens económicas para a sua empresa? Obviamente que realizámos uma avaliação económica dos camiões eléctricos. Apesar de tudo, temos de estar preparados para investir em nova tecnologia, mesmo que inicialmente não seja mais económica do que os camiões que queimam combustíveis fósseis. A longo prazo, é a decisão certa.

 

O que significa uma frota elétrica em termos de organização da entrega? Os nossos motoristas têm de se habituar aos camiões elé........tricos, mas estão orgulhosos de os conduzir, encantados por a Feldschlösschen estar a assumir um papel pioneiro também nesta área e por eles fazerem parte dela. Para além do facto de os motoristas terem de ser formados no início, nada mudou. Continuamos a entregar diariamente aos nossos clientes, como sempre fizemos.

 

Que vantagens espera do seu investimento? Que atinjamos as nossas metas de CO2. E que ganhamos mais experiência com esta nova tecnologia.

 

Como vê o futuro da logística e da eletromobilidade? Modelos combinados de eletromobilidade ferroviária, como os que desenvolvemos agora, poderiam também fornecer um modelo para outras empresas no futuro.