Testemunhos


 

15.11.2019

Renault Trucks C Optitrack - França - Transports Ferrato

Após conduzir o novo Renault Trucks C Optitrack desde abril, Christian Vinet teve já a oportunidade de testar o desempenho do veículo em diversas condições: em estrada, zonas de construção e superfícies escorregadias, tendo este deixado patente a sua versatilidade e facilidade de condução, bem como a sua robustez.

  • TRANSPORTS FERRATO

    ATIVIDADE: aluguer de camiões com condutor para o Setor Público e Setor da Construção Rodoviária.

    FUNDAÇÃO: 1962 em Marselha.

    FROTA: 55 veículos, incluindo 8 Renault Trucks T comprados e 4 de aluguer de longo prazo.

    MÃO-DE-OBRA: 50.

Seis horas da manhã. A poucos quilómetros do Old Port em Marselha. Christian Vinet prepara-se para o seu dia de trabalho na Transportes Ferrato, uma companhia especializada no aluguer de camiões com condutor para o Setor da Construção Rodoviária. O plano para hoje inclui levantamento de uma escavadora mecânica no porto naval de La Ciotat e o seu transporte para um local de construção. Prossegue para a pedreira de Gardanne para levantar uma carga de entulho para reciclagem e, por último, dirige-se para uma obra rodoviária a norte da cidade. A agenda envolve acoplar e desacoplar diferentes reboques para cada trabalho. E Christian Vinet trabalha com um Renault Trucks C com sistema Optitrack numa configuração 4x2 há pouco mais de um mês.


UM VEÍCULO ADAPTADO A TODAS AS SITUAÇÕES


“Queria substituir um trator 6x4 por outro veículo de dois eixos capaz de suportar peso de 50 toneladas,” explica Robert Ferrato. Teria de ser ao mesmo tempo robusto e capaz de suportar qualquer situação em pisos difíceis. E tomei a decisão certa”. Christian acoplou um reboque cisterna ao C Optitrack e preparou-se para partir em direção a La Ciotat. “Já conduzo este veículo há um mês e estou muito satisfeito pois revelou qualidades inesperadas, especialmente sendo um 4x2!” Christian é otorista de camiões há 23 anos. “Comecei por conduzir um trator HGV com semi reboque em autoestrada e depois em zonas de obra. Também sou mecânico.”
A esta hora da manhã o trânsito é ainda pouco na autoestrada que rodeia a costa. Para chegar ao porto, Christian tem de atravessar a parte histórica da cidade, todo o porto antigo, desenvencilhar-se em algumas rotundas apertadas, etc. La Ciotat não foi desenhada para este tipo de veículo, mas Christian chega ao destino sem percalços. A escavadora mecânica está estacionada numa zona de aterro, rodeada de armazéns devolutos, marco dos anos gloriosos de La Ciotat. O porto ganhou agora um novo sopro de vida graças à construção e manutenção de grandes iates. Minutos depois, a escavadora mecânica está devidamente presa ao veículo que a transportará e Christian está de volta à estrada. O trânsito é agora mais intenso, com paragens recorrentes, que envolveram arranques em subidas. “Estou impressionado com a capacidade de tração do Renault Trucks C. O mecanismo de mudanças é perfeitamente regular, graças à caixa de velocidades manual, bem calibrada. É apenas uma questão de regular o controlo automático de velocidade para velocidade de cruzeiro e o veículo desacelera por si só. Quase nunca uso o travão. “Uma condução simples que tem um impacto positivo nos consumos.” Comparando com o anterior Renault Premium no mesmo trajeto, consegue-se facilmente poupar entre 160 e 180 litros. Nunca se ultrapassa a zona verde quando conduzimos em modo automático.”


VERSATILIDADE OFF-ROAD


De volta às instalações da Transportes Ferrato, é tempo de mudar o trailer. Christian acopla um semirreboque carregado de gravilha para a pedreira de Gardanne, a cerca de 40 km de Marselha. As condições do local podiam complicar as coisas: tem chovido muito recentemente e o solo irregular da pedreira vai provavelmente estar lamacento e escorregadio. Esta pedreira de gesso é a gora responsável pela reciclagem de inertes procedentes da construção e zonas de terraplanagem de forma a transformá-los em novos materiais. Assim que chega, Christian Encarrega-se de conduzir o semirreboque com um peso total de 27 toneladas em direção à zona de descargas, por entre um labirinto escorregadio e íngreme.” Logo que o percurso se complica e sentimos a traseira a fugir, deve ligar-se de imediato o modo Optitrack para ativar a tração das 2 rodas dianteiras.”
E depois, sob condições que normalmente fariam um 6x4 perder tração e dificultar o progresso, o C Optitrack é capaz de ultrapassar estes obstáculos.” Basta premir um botão no painel de instrumentos para ativar o sistema Optitrack. Depois disso, não tenho de me preocupar, já que assim que o veículo atinge uma velocidade de 25km/hora, o sistema desativa-se automaticamente.”
Este sistema permite a Christian concentrar-se calmamente na condução, serpenteando descidas à velocidade certa. No momento da descarga, é necessário reverter uma rampa que leva ao topo.
Uma manobra ao alcance do C Optitrack.
“Já fiquei preso com outros camiões nesta subida, sem poder mover o camião porque os para-choques ficaram enterrados; o C Optitrack tem muito maior distância ao solo e ângulo de amortecimento que lhe permite circular em qualquer superfície, mesmo as mais hostis!”


"Permite derrubar montanhas, é imparável."


Christian Vinet,
condutor na Transportes Ferrato

 

MELHORIAS VISIVEIS NA PRODUTIVIDADE


O C Optitrack também foi testado quando acoplado a um reboque de revestimento a quente. Uma operação longa e delicada que exige um mínimo de 45 minutos.
“Estes reboques são extremamente pesados e podem ter comprimentos até 35 metros. É preciso ter em conta que este tipo de manobra tem de ter uma precisão milimétrica, para a frente, para trás, uma e outra vez… e geralmente após 45 minutos, a embraiagem está a escaldar.” Mais uma vez, Christian não esconde a sua surpresa com o desempenho do C Optitrack.
“É incrivelmente manobrável, fiquei impressionado com o arranque suave com o recurso a tração às 4 rodas. Foi possível mover um reboque imóvel por muito tempo e com alguns problemas de travagem!
O sistema Optitrack permite que o eixo traseiro o movimente mas com suavidade, sem sobrecarregar a embraiagem. O olhar atento e descomprometido do mecânico analisa o desempenho do veículo, já que o cliente está presente para o avaliar, uma vez que o alugou, e decidir se voltará a repetir a experiência…ou não!”. “O veículo viu a sua reputação crescer por si só nas zonas de trabalho, tanto que já tenho reservas para o próximo ano.”

DURANCE GRANULATS

Localizada numa pedreira de gesso em Gardanne, a Durance Granulats extrai gesso de pedras de aluvião e recicla inertes (não-poluentes) da indústria da construção para produzir materiais nesta área. “A empresa é pioneira na região, nesta especialidade,” sublinha Alexandre Liegeon, o gestor do local. “Todos os anos, as nossas instalações – Gardanne e Meyrargues – recebem cerca de 300 000 toneladas de materiais inertes assim como entulho vindos de instalações de gestão de resíduos. ”Este é um mercado em rápida expansão, já que os materiais reciclados têm custos inferiores e oferecem melhor qualidade do que os produtos naturais. “O processo de reciclagem permite-nos manter as mesmas propriedades dos materiais originais.” Esta atividade implica um vai-e-vem constante de camiões pelos caminhos estreitos da pedreira, para transporte de material destinado a descarga ou entrega dos produtos finalizados. Presentemente, 60% deste entulho é reciclado com vista a uma “nova vida” como agregados, o equivalente ao consumo anual de 200 mil habitantes. Esta atividade torna possível, entre outros factos, a preservação de recursos naturais, evitar a acumulação de resíduos em centros de armazenagem e limitar o impacto do tráfego rodoviário pelo estímulo ao fluxo de carga em dois sentidos.

O COMFORTO DE MÃOS DADAS COM A SEGURANÇA E ROBUSTEZ


“Passo cerca de 6 ou 7 horas do dia neste camião, sem contar com as cargas, descargas e mudanças de reboques,” sublinha Christian. “O habitáculo do Renault Trucks C é completamente silencioso graças aos vidros duplos.
Tudo bem concebido, com os comandos facilmente alcançáveis. O sistema Bluetooth® melhorou consideravelmente, não havendo eco durante as comunicações. O computador é intuitivo, os compartimentos para armazenamento são espaçosos, o beliche é confortável… Isto significa que vir trabalhar todos os dias é um prazer, pois sinto-me muito menos tenso e não fico tão cansado. Podemos programar os avisos do tacógrafo 10, 15 ou 20 minutos antes da paragem, o que nos dá o tempo necessário para conseguir um lugar para estacionar.
E o conforto é o mesmo independentemente do terreno. Fiquei surpreendido com o conforto da cabina, já que esta tem por base absorção de choque e não almofadas de ar como o meu antigo Renault Premium. Mesmo em terreno lamacento ou pedregoso,a cabina mantém-se estável e com um desempenho agradável em todo o percurso.” Para-choques de aço, elevada distância ao solo e uma quinta roda reforçada são caraterísticas que garantem a segurança e fiabilidade do veículo. Para Robert Ferrato, o C Optitrack tem nota máxima de momento.
“Eu precisava de um trator 4x4 manobrável, que também garantisse alto desempenho e economia, não apenas de combustível, mas também no desgaste de pneus, travões, embraiagem, etc. É um facto que este veículo é muito recente, mas até agora estamos satisfeitos e os clientes pedem-nos mais!”

O “BENEFICIO DO PRODUTO”

O SISTEMA OPTITRACK
Dois motores hidráulicos encaixados nas rodas dianteiras do Renault Trucks C permitem ao veículo beneficiar temporariamente da tração integral. Fácil de ativar, o sistema Optitrack pode ser usado entre 0 e 25 km/hora, velocidade acima da qual é desativado automaticamente. Está associado à caixa de velocidades manual e é compatível com o retardador hidráulico Voith, o que garante simultaneamente a versatilidade, economia e força de um veículo equipado com o Optitrack, bem como a capacidade de carga superior à de um veículo de tração integral convencional. O Renault Trucks C Optitrack possui um ângulo de rotação que permite operar o veículo em qualquer local bem como lidar com situações difíceis em qualquer tipo de terreno.