Notícias Renault Trucks
rss


 

05.09.2012

Motores Euro VI

MOTORES EURO VI: FIABILIDADE E CONSUMO CONTROLADO

Em Renault Trucks, os novos motores Euro VI conjugam a redução da contaminação e o controlo do consumo. Ao combinar diferentes tecnologias e escolher a melhor adaptada aos diferentes usos dos veículos, o fabricante francês propõe aos seus clientes motores com altos níveis de eficiência, de fiabilidade e um consumo controlado.

Renault Trucks apresentará no salão IAA de Hanôver os seus motores conforme a norma Euro VI. Os camiões estarão equipados com estes motores quando seja obrigatório a partir de Janeiro de 2014 (Janeiro de 2013 para as homologações). Ao reduzir consideravelmente as emissões contaminantes, os novos motores Euro VI de Renault Trucks oferecerão altos níveis de eficiência, de fiabilidade e um consumo reduzido. Para respeitar a nova normativa, o fabricante utilizou diferentes tecnologias e escolheu a mais eficaz em função do tamanho do motor e do seu uso. O objectivo do fabricante é múltiplo: proporcionar aos seus clientes motores em conformidade com a norma Euro VI e que tenham prestações de consumo, de fiabilidade e de manutenção similares ou superiores aos motores Euro V.

Os motores da gama alta (11 e 13 litros)

Para a sua gama alta, Renault Trucks oferece um novo motor seis cilindros de 11 litros, que toma a denominação DTI 11. Estará disponível em três potências diferentes: 380 cv (1800 Nm), 430 cv (2050 Nm) e 460 cv (2200 Nm). Embora tome a arquitectura do motor Euro V, este novo motor inova no seu sistema de injecção e nos seus sistemas antipoluição. A injecção realiza-se sobre a base de um common rail, que tem como principal vantagem proporcionar uma grande precisão e altas pressões de injecção, inclusive a um regime baixo.

O motor DTI 11 está associado a um sistema de pós-tratamento das emissões contaminantes SCR, adaptado para Euro VI. Para assegurar prestações óptimas, este sistema deve funcionar a temperaturas suficientemente altas. Para isso, Renault Trucks combina diferentes soluções, como a reutilização dos gases de escape nas fases de arranque do motor, a utilização de válvulas na admissão e no escape e estratégias de combustões específicas.

Finalmente, o sistema de pós-tratamento, como para o conjunto dos motores Euro VI de Renault Trucks, completa-se com um filtro de partículas. Este filtro reduz consideravelmente as emissões de partículas, incluídas as mais finas, e as capta quase na sua totalidade.

Esta tecnologia foi também escolhida para o novo motor seis cilindros de 13 litros. No entanto, este foi dotado de um sistema electrónico de injectores bomba, bem adaptado aos motores desta cilindrada. O DTI 13 estará disponível em 440 cv (2.200 Nm), 480 cv (2.400 Nm) e 520 cv (2.550 Nm).

Os motores da gama intermédia  (5 e 8 litros)

Para a sua gama intermédia, Renault Trucks desenvolveu um novo motor quatro cilindros e 5 litros, denominado DTI 5. Estará disponível em 210 cv (800 Nm) e 240 cv (900 Nm). Por outro lado, o DTI 8 é um motor de seis cilindros em linha e 8 litros de cilindrada. Estará disponível em 250 cv (950 Nm), 280 cv (1050 Nm) e 320 cv (1200 Nm).

Os motores 5 e 8 litros Euro VI levarão um sistema EGR. Este sistema recicla uma parte dos gases de escape na fase de combustão e reduz os óxidos de nitrogénio (NOx) produzidos pelo motor. Os NOx restantes são eliminados por catálises através do sistema SCR. O filtro de partículas permite responder ao nível muito baixo de partículas que a nova norma impõe. Além disto, este motor está dotado de uma injecção do tipo common rail com uma pressão máxima de 2.000 bares. Graças à flexibilidade que apresenta a injecção múltipla (até cinco injecções por ciclo de motor), estes motores proporcionam prestações de alto nível em termos de consumo, de ruído e de eficiência.

Definitivamente, os motores novos de Renault Trucks respondem à norma Euro VI ao mesmo tempo que conservam os mais altos níveis de eficiência, de fiabilidade e um consumo baixo, para benefício dos clientes.

rss